Casa e Imóveis  |  Compras  |  Divirta-se  |  Educação e Cultura  |  Gastronomia e Mercado  |  Gente e Negócios  |  
Geral  |  Mídia e Marketing  |  Moda e Beleza  |  Turismo  |  Vida e Saúde  |  

  Vida e Saúde

[Artigo] Glândulas supra-renais: os hormônios do estresse
[08-02-2011]

A capacidade funcional da supra-renal é prejudicada muito frequentemente pelo uso demasiado prolongado de corticoides

Por Dra Emília Pinheiro*

Situadas logo acima de cada um dos rins, daí o seu nome, as glândulas supra-renais, possuem formato triangular e pesam aproximadamente, 5gr, cada uma. São divididas em uma seção periférica ou córtex e uma interna, ou medula. É o córtex o responsável pelo equilíbrio hidro-eletrolítico do organismo, participando ativamente no metabolismo de carboidratos e regulação do açúcar no sangue. Também, é no córtex que produzimos um precursor do hormônio sexual – a testosterona.

O aumento decisivo na reação ao estresse surge, quando a glândula supra-renal libera seu suprimento de hormônios do estresse - catecolaminas e cortisol. Estes dois hormônios são os que se encontram diretamente ligados ao seu tipo específico de sangue – O, A, B ou AB.

Dois tipos de catecolaminas são secretados pela supra-renal, como reação ao estresse – epinefrina, mais conhecida como adrenalina; e norepinefrina ou, noradrenalina. Cada vez que estes hormônios são descarregados no sangue, imediatamente ocorre um aumento no ritmo cardíaco, na pressão arterial, diminuição no processo digestivo, aumento da excitação, entre outros sintomas.

Já o cortisol é essencial à vida; age decompondo o tecido muscular e transformando as proteínas do tecido em energia. As supra-renais inundam o sistema com cortisol em qualquer condição traumática. Este hormônio é capaz de liderar intensas energias dentro do nosso organismo, voltadas à sobrevivência, em caso de necessidade.

Nossas vidas estariam seriamente ameaçadas, caso as supra-renais, em situações limite de estresse, deixassem de produzir este hormônio tão essencial, uma autêntica faca de dois gumes! Em níveis normais, são capazes de reduzir inflamações, alergias e ajudam na cicatrização de feridas e tecidos; se, porém, em níveis inadequados, promovem exatamente, o oposto, como fraqueza muscular, doenças cardiovasculares, risco mais elevado a fraturas, insônia, envelhecimento da pele e úlceras, e muitos outros problemas.

Níveis exagerados de cortisol são comuns em pessoas que costumam se queixar de uma espécie de "nevoeiro cerebral" durante o período do dia, a chamada disfunção cognitiva diurna. Não é sem razão que portadores da doença de Alzheimer e demência senil possuem níveis cronicamente majorados deste hormônio.

Sob o ponto de vista dos tipos sanguíneos, estudos mostram que, indivíduos do Tipo "A" reagem ao estresse, secretando maiores quantidades de cortisol, ao contrário das de Tipo "O", que produzem menos este tipo de hormônio, bem como de adrenalina. Nesse contexto, as pessoas do Tipo "B" se aproximam mais da característica do Tipo "A", enquanto as do Tipo "AB" reagem de forma mais semelhante ao Tipo "O" sanguíneo. É claro que não existe linearidade absoluta neste quadro, já que, cada tipo sanguíneo possui um perfil químico específico.

A capacidade funcional da supra-renal é prejudicada muito freqüentemente, pelo uso demasiado prolongado de corticóides, usados para tratamento de doenças de natureza imunológica. O uso extensivo destes medicamentos faz com que estas glândulas diminuam de tamanho, com conseqüente diminuição da produção natural de cortisona humana.

Algumas situações como, tuberculose e outras infecções, podem fazer com que haja diminuição da supra-renal, assim como disfunções da hipófise. Doença de Addison, que raramente ocorre, se desenvolve com a diminuição da função desta importante glândula e cursa com descoloração e escurecimento de certas áreas da pele. Quando expostas ao sol, certas áreas como, joelhos, cotovelos, cicatrizes, dobras na pele e vincos nas palmas das mãos ficam com uma despigmentação reforçada. Já a boca, intróito vaginal e sardas, parecem mais escuras. Nas unhas, surgem áreas longitudinais escurecidas, como que em bandas separadas e, os cabelos, também são escurecidos. Podem diminuir ainda, a pilificação das axilas e da região pubiana.

Fadiga crônica, perda de apetite, tontura e até desmaio, além das defesas imunológicas bastante diminuídas, setes são os primeiros sinais da Doença de Addison. Ao contrário desta, a Doença de Cushing hiperativa o córtex da supra-renal. Aparecem, então, acúmulos de gordura na barriga, rosto e nádegas, ficando os braços e pernas muito finos. A pessoa fica com um aspecto miastênico, ou seja, de aparente fraqueza. É comum ainda, o aumento da pilificação e, nas mulheres, podem surgir bigode e barba.

O aparecimento de estrias vinhosas no abdômen é bem relevante para a investigação diagnóstica do problema. Pessoas que tomam substâncias corticóides, com freqüência, apresentam um fáscies cushingóide, conhecido vulgarmente como cara de lua cheia ou moon face.

Proponho você fazer um auto-exame de suas supra-renais. Caso você sinta fraqueza, letargia, cefaléia, falta de memória, desejo freqüente de comer fora de horas, alergias e problemas com aumento ou diminuição do açúcar do sangue, junto à elevação da pressão sanguínea, faça o teste da pressão. Faça assim: descanse por 5 minutos, na posição deitado. Meça a pressão arterial por duas vezes, uma deitado e, outra, em pé, imediatamente após se ter levantado. Compare os resultados. Se a pressão, em pé, for menor que a pressão, deitado, procure um profissional de saúde da sua confiança. Você pode ser portador de hipoatividade da glândula supra-renal.

Mais informações: Livro "Dieta Pelo Tipo Metabólico e Sanguíneo" - Ed. Unicorpore. (www.livrariacultura.com.br). Em Portugal, o mesmo título, pela Ed.Ariana, a vendas nas maiores livrarias do país.

* Dra. Emilia O. G. Pinheiro - Terapeuta ortomolecular,  especialista e pioneira, no Brasil, da Dieta do tipo sanguíneo
* Clínica Spasso Urbano - Day Spa e Clínica Ortomolecular (Maringá e Curitiba / PR)
Fones: (44) 3305-9582/ 3305-9592 [memiliasalles@uol.com.br]






Academia Gustavo Borges promove palestra sobre saúde aberta ao público
[21-08-2014]
Os benefícios do peixe na alimentação
[21-08-2014]
Atenção e cuidados com a visão dos idosos precisam ser redobrados
[21-08-2014]
TOTVS apresenta nova versão do seu software para Saúde
[21-08-2014]
Obesidade pode aumentar risco de 10 tipos de Câncer, aponta estudo
[21-08-2014]
Check list: saiba o que perguntar ao cirurgião antes da plástica
[21-08-2014]
Pacientes do VITA Curitiba recebem visita de Doadores D’Alegria
[21-08-2014]
Programa Prevenção See Ya e Kids
[21-08-2014]
Atenção e cuidados com a visão dos idosos precisam ser redobrados
[20-08-2014]
Colégio Marista Maringá entrega doações para instituições beneficentes
[20-08-2014]

| 1 | 2 | 3 | 4 | 9 | 10 | Próxima >> Mais 5

Fale Conosco  |   Anuncie no Paranashop  |   Login  |   RSS / Newsletter