Casa e Imóveis  |  Compras  |  Divirta-se  |  Educação e Cultura  |  Gastronomia e Mercado  |  Gente e Negócios  |  
Geral  |  Mídia e Marketing  |  Moda e Beleza  |  Turismo  |  Vida e Saúde  |  

  Gastronomia e Mercado

Pratos típicos e frutos do mar são os principais sabores do litoral do Paraná
[12-02-2009]

A viagem de férias e o passeio de final de semana ficam muito diferentes quando os sabores de uma boa gastronomia estão incluídos no roteiro. O litoral do Paraná, com seus seis municípios, reserva surpresas e diversidades que agradam dos paladares simples aos mais sofisticados.

A viagem pode começar com um prato típico de sabor marcante e que depende de frutos do mar frescos. A paella marinera ou a valenciana é a especialidade dos restaurantes da Pousada Fim da Trilha, na Ilha do Mel e em Paranaguá. Individuais e servidas à la carte, as paellas são preparadas na hora e são receitas de família, já que o dono das pousadas, Manuel Alapont, é valenciano e começou a servir os pratos para os amigos em sua casa de veraneio.

"Buscamos utilizar os temperos colhidos em nossa horta, além de óleo de oliva e ingredientes de primeira linha. Além das paellas tradicionais, também preparamos a vegetariana, muito pedida. Nosso lema é mimar nossos clientes, pois dias de descanso são poucos e, portanto, eles merecem toda nossa atenção e dedicação", afirma Alapont, que, há nove anos, tem seus restaurantes na lista dos melhores da revista 4Rodas. Os preços variam de R$ 39 por pessoa para a paella marinera; R$ 37, para a paella valenciana; a R$ 29,50 para os vegetarianos.

Gosto da terra - O barreado, por ser um prato típico do litoral do Paraná, está presente em todos os municípios do Estado, após o trecho da Serra do Mar. As opções vão dos vários restaurantes ao longo do Rio Nhundiaquara, em Morretes, e chegam a Paranaguá, em outro estabelecimento premiado pela revista 4Rodas: a Casa do Barreado.

A proprietária Norma Santos Freitas explica que a receita é feita como manda a tradição dos caiçaras: carne barreada em panela de barro e cozida em fogão à lenha por mais de 24 horas. "Na época do Carnaval, as mulheres se juntavam aos homens para os festejos. Para não se preocuparem com a cozinha, elas optavam por esse alimento forte, que não precisava de cuidados maiores e ainda oferecia energia suficiente após as brincadeiras. O que fazemos aqui é resgatar essa cultura e oferecer um barreado típico."

O prato da Casa do Barreado é recomendado pela 4 Rodas desde 1998 e em 2009 é um dos poucos estrelados da edição. O prato custa R$ 20 por pessoa.

Outro prato típico é a cambira. Servida em poucos restaurantes do litoral paranaense, é baseada no peixe salgado e seco, principalmente a tainha, acompanhada de bananas da terra, abundantes na região. "O gosto é absolutamente particular, exótico e instigante", garante Fátima Aguiar, vice-presidente da Adetur Litoral, a associação de desenvolvimento turístico do litoral do Paraná, e proprietária do Restaurante Burghezia, no balneário de Pontal do Sul.

"O grande diferencial da cambira é sua absoluta simplicidade no cozimento, o que faz com que seja uma interessante surpresa." No restaurante, o prato para duas pessoas, preparado sob encomenda, custa R$ 40. Além do Burghezia, servem a cambira o Restaurante Kabanas, em Praia de Leste, e a Chácara Santuário Guaraguaçu, em Pontal do Paraná.

Vindos do mar - Se a opção não é um prato forte, como a paella e a cambira, ou com carne, como o barreado, é possível escolher as ostras, que no litoral do Paraná são motivo de pesquisa e criadas em cativeiro, na lâmina d´água de Guaratuba. Um dos restaurantes que utiliza as ostras criadas é o Vivere Parvo. Para o dono do restaurante, que está localizado no Parque Nacional Saint-Hilaire/Lange, tudo segue a filosofia de viver tranquilo.

"Fazemos nossas receitas com muito carinho e tudo na hora. Por isso, construimos um lugar onde as pessoas podem apreciar a natureza, tomar um banho de ofurô, se refrescar na piscina natural, ver a bela Baía de Guaratuba do mirante e aguardar pelo pedido", explica Ede de Souza Monteiro Junior. São 12 receitas de ostras, além de outras tantas de peixes e camarões.

Uma das receitas de ostra, a caipirostra, leva cachaça, raspas de limão, pimenta moída na hora e ervas. Uma dúzia sai a R$ 18. Há também a cremosa, com catupiry e mussarela e a havaiana, com abacaxi, canela e licor de laranja. Próximo ao Vivere Parvo, na região do Cabaraquara, há também o quiosque Sítio Sambaqui. Ali, Nereu de Oliveira, que cultiva ostras e as revende para vários restaurantes com o selo de procedência do Projeto Cultimar, da Universidade Federal do Paraná (UFPR), serve apenas aperitivos. Porém, além das ostras in natura, camarões e outros petiscos, os visitantes podem conhecer o cultivo, caminhando pelo trapiche, pelo manguezal.

Inovação - Em Antonina a gastronomia e a economia estão voltadas para o siri. Presente nos manguezais em torno da cidade, o siri é servido pelos restaurantes da cidade de várias maneiras, com receitas exclusivas do local. No restaurante Cantinho de Antonina o diferencial é o hambúrguer de siri. O prato foi criado pelo proprietário Joaquim Ferreira dos Santos e hoje é muito popular. A panqueca de siri é outro prato criado em Antonina. No Restaurante Buganvil´s, "o principal diferencial é o tempero", afirma o proprietário Tony Frank Bruinje que adicionou um toque holandês aos pratos na casa. "São segredos trazidos pelos meus pais que chegaram ao Brasil como imigrantes em 1948", conta. O toque holandês também faz sucesso na casquinha de siri, que "tem uma ótima saída", garante. A panqueca é servida com legumes e molho de camarão.

Na praia - Para aqueles que gostam da mordomia servida na areia, também existe opção. E não estamos falando em atendimento de hotel ou pousada. Nas areias de Caiobá, é possível aproveitar o sol e o mar, bem acompanhado de bebidas e petiscos servidos por garçons do Restaurante Canoa Quebrada. Localizado na Avenida Atlântica, o restaurante tem um cuidado especial pelos seus clientes.

"Estamos em nossa quarta temporada e sentimos que havia necessidade de servir o cliente na praia. Por isso, nossa equipe está treinada para fazer esse atendimento e levar um pouco mais de conforto ao turista", explica Valmir Dias Garvin, que, de vendedor ambulante de coco, passou a empresário da área de turismo e gastronomia no litoral do Paraná.

Além de servir petiscos na areia, os turistas e veranistas podem saborear pratos de peixes e camarões, inclusive caranguejos que servem seis pessoas e pesam mais de 1 quilo. "Cada pata do caranguejo servido no Canoa Quebrada possui cerca de 35 cm. Serví-lo tornou-se a sensação do restaurante", enfatiza Valmir.

Nas comunidades de pescadores - Aliar a gastronomia a um passeio pode ser outra excelente opção. Para quem quer provar a culinária das cozinhas comunitárias dos pescadores nas ilhas do litoral paranaense, a opção é sair da Rua da Praia, em Paranaguá, nos barcos que navegam pelo Rio Itiberê. De lá, é possível seguir para as ilhas do Amparo e Piaçanguera, para comer um típico peixe caiçara. Os pratos servidos saem a R$ 10 por pessoa.

Serviço

. Pousada e Restaurantes Fim da Trilha - Praia de Encantadas, na Ilha do Mel e em Paranaguá, na Rua Visconde de Nacar, 479. Reservas pelo telefone (41) 3422-1010. Site: www.fimdatrilha.com.br.

. Casa do Barreado - Rua José Antônio da Cruz, 78 - Paranaguá - (41) 3423-1830 - R$ 20 o barreado e R$ 35, frutos do mar, por pessoa.

. Restaurante Burghezia, em Pontal do Sul - (41) 3455-1583; preço para duas pessoas: R$ 40. O prato deve ser agendado com 4 dias de antecedência, pois só é feito sob encomenda.

 . Restaurante Kabanas, em Praia Leste - (41) 3458-3376; preço para duas pessoas: R$ 28. O prato faz parte do cardápio e não é necessário reservar com antecedência.

 . Chácara Santuário Guaraguaçu, em Pontal do Paraná - (41) 9101-9383; preço por pessoa: R$ 25. O prato é feito somente por encomenda e para um grupo mínimo de oito pessoas. É preciso fazer a reserva com 3 dias de antecedência. A chácara fica na Estrada Ecológica do Guaraguaçu e oferece diversas atividades de lazer, dentre elas tanques para pesca esportiva e passeio de caiaque.

. Vivere Parvo - Cabaraquara, após o Iate Clube de Caiobá. (41) 3437-2121

. Sítio Samabaqui - Cabaraquara, após o Iate Clube de Caiobá. (41) 9222-5942 / 8434-7171

. Passeios para as cozinhas comunitárias - saídas da Rua da Praia, em Paranaguá. O preço do almoço é de R$ 10 por pessoa.

. Restaurante Canoa Quebrada - Av. Atlântica, 875 - Caiobá/Matinhos. (41) 3473-4162.

SOBRE O PROJETO LITORAL DO PARANÁ - EMOÇÕES O ANO INTEIRO

Voltado essencialmente para a área do turismo, o Projeto Litoral do Paraná - Emoções o Ano Inteiro teve início ainda em maio de 2005. Começou por meio da articulação entre o Sebrae/PR e a SETU - Secretaria de Estado do Turismo, na implementação de políticas públicas para a região, em especial do Programa de Regionalização do Turismo. No desenvolvimento do projeto, passou a contar com uma série de entidades representativas da iniciativa privada além de outros órgãos municipais, regionais e estaduais.

Atualmente, está alinhado às diretrizes do Plano de Desenvolvimento do Turismo do Paraná, norteado por suas três grandes áreas estratégicas: Gestão e Fomento ao Turismo; Desenvolvimento de Destinos Turísticos; Promoção e Apoio à Comercialização. Dentro dessas áreas, o Sebrae/PR, por meio do projeto, oferece aos empresários consultorias e capacitação em diferentes temas: desenvolvimento das atividades turísticas, gestão empresarial, marketing, tecnologia e inovação e associativismo  e cooperativismo. As principais ações realizadas foram consultorias especializadas, cursos, caravanas técnicas,  rodadas de negócios, participação  em eventos de turismo e também  desenvolviemnto de material  promocional do Litoral. Em 2008, foram mais de 300 empresas atendidas no litoral do Paraná






Produtos portugueses exclusivos para o Alto Juvevê Gastronomia
[23-07-2014]
Cursos de culinária light e de lavanderia e passadoria para domésticas no Espaço Versadas
[23-07-2014]
Restaurante Expedito lança feijoada aos sábados
[23-07-2014]
Suco de gengibre é indicado para problemas gastrointestinais
[22-07-2014]
Gastronomia: o prazer de receber na Feira Noivas + Festas
[22-07-2014]
Mukeka realiza jantar com pratos típicos e harmonização de vinhos da adega Porto a Porto
[22-07-2014]
Empório Rosmarino na sétima edição da Alto Juvevê Gastronomia
[22-07-2014]
Prime Grill Curityba tem promoções para o jantar
[22-07-2014]
Crepe Show na sétima edição da Alto Juvevê Gastronomia
[22-07-2014]
Restaurante Olivença estreia neste sábado o Gastronomia na Calçada
[22-07-2014]

| 1 | 2 | 3 | 4 | 9 | 10 | Próxima >> Mais 5

Fale Conosco  |   Anuncie no Paranashop  |   Login  |   RSS / Newsletter